Let me have no lying; it becomes but tradesmen

Publié le par Fórum da Ocupação

A reunião extraordinária do Conselho Oniversitário foi chamada de forma irregular, não cumprindo os tramites constantes no Regimento da USP. Mas isto não é novidade. Há muito tempo as próprias normas somente são seguidas pelos gestores quando lhes interessa e isto é um fato que até o mundo mineral tem ciência na USP. Além desta irregularidade, os representantes dos estudantes no Conselho Oniversitário foram avisados com 20 minutos de antecedência, já os funcionários não receberam aviso.

A reunião foi para: 1) Preparar o caminho para desobstrução pela Polícia Militar do piquete em frente à Reitoria; 2) Indentificar e punir os responsáveis tanto no âmbito administrativo quanto penal.

Num dado momento o Conselho Oniversitário e a Reitoria propuseram uma comissão de negociação para por fim no piquete e discutir sobre a viabilização do V Congresso. Em plenária os estudantes aceitaram a proposta; os RDs no Conselho Oniversitário representaram o ME nesta comissão. A reunião já ocorreu, o resultado: ERA MAIS UM TEATRO DA REITORA E DO CONSELHO ONIVERSITÁRIO PARA FAZER DE CONTA QUE SE DISPUSERAM AO DIÁLOGO, POSTO QUE NA REUNIÃO SE LIMITARAM A DIZER: NÃO TEM NEGOCIAÇÃO, VOCÊS TÊM ATÉ AS 18HORAS DE AMANHÃ PARA ENCERRAR AS MANIFESTAÇÕES, DEPOIS DISTO TOMAREMOS AS MEDIDAS CABÍVEIS.

Certamente amanhã estarão dizendo que fizeram todo o possível para negociar e o ME foi intrasigente. Não sabemos a quem querem enganar, a nós não iludem: "Let me have no lying; it becomes but tradesmen" (Shakespeare). Mas enfim, é tudo isso que são: tradesmen.

Publié dans V Congresso da USP

Commenter cet article