Se a gente que é pombo não pergunta...


Pombos.jpg

Se a gente que é pombo não pergunta...








Não faz muito tempo havia um comercial da AES Eletropaulo. Nele tinham pombos que falavam “se a gente que é pombo não fala...”. Inspirado nisto inauguramos uma seção no blog intitulada: Se a gente que é pombo não pergunta.... Nela formularemos perguntas e enviaremos a quem por dever deve responder. Contamos com a participação de todos que também quiserem sugerir perguntas ou indagações que possam contribuir com esta seção.

Nossa primeira pergunta é:

 

Os cursinhos populares estão sendo retirados um a um do campus Butantã. A alegação para isto é que não pode haver cobrança de nenhuma espécie dentro de universidade pública. Os cursinhos saem, as fundações e cursos pagos continuam e se ampliam, apesar de cobrarem taxas, mensalidades etc. e não pagarem aluguel, água, luz etc.

Por que os cursinhos populares precisam se retirar do campus e as fundações e cursos pagos podem continuar?
 
[Esta pergunta foi encaminhada para Ouvidoria da USP e gabinete da Reitoria. Esperamos resposta]